CARLINDA E O ACASO DE SUA NÃO INCLUSÃO NA LISTA NEGRA DO MEIO AMBIENTE

Marcos José de Faveri de Lima, Mateus Leite Cecconello, Suetonio Bricatti Paz, Widmer De Bem

Resumo


A criação de uma lista negra foi uma das formas criadas pelo Ministério de Meio Ambiente, em 2008, para combater a devastação ambiental na Amazônia. Ela denuncia os municípios campeões em desmatamento. Ainda hoje, de tempos em tempos, o referido órgão estatal, inclui novos municípios, a partir de dados coletados por satélites. Fazer parte dessa lista, cria uma série de problemas para a economia local e sair dela não é nada fácil. Embora quase todo o Norte de Mato Grosso tenham entrado para essa malfadada lista, o município de Carlinda, embora tenha por vizinhos confrontantes municípios proscritos por tal lista como Alta Floresta, o que se observa é a constância territorial de idêntica paisagem ambiental degradada, mas contudo, não foi Carlinda incluída na lista negra dos campeões em desmatamento. Discutem-se os motivos pelos quais a cidade de Carlinda não entrou para a lista negra do Meio Ambiente, enquanto Alta Floresta, cidade confrontante, que engloba uma extensa área de terra, foi inclusa na mesma.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.