Graduação - Direito

FADAF: Atividade de Visita monitorada com Alunos da Faculdade de Direito à Delegacia Municipal e Cadeia Pública.

Professor  Sidney da Silva Chaves – Departamento de Comunicação da FAF/FADAF

 

            Dando continuidade ao Projeto Pedagógico que tem como objetivo oferecer aos acadêmicos a possibilidade de relacionar os conteúdo teóricos ministrados em sala de aula com a vivência prática das atividades do profissional do Direito,  e em cumprimento ao  cronograma do Estágio Simulado Supervisionado I (7º Semestre do Curso de Direito), do Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ), sob a coordenação  do Prof. Mestrando Dakari Fernandes Tessmann, bem como em atenção às diretrizes do Curso de Direito sob a coordenação da Profa. Me. Ana Celia de Júlio, fora realizada nos dias 11 de abril e 05 de maio do corrente ano, visitas monitoradas pelo Prof. Me. Joel de Freitas, às instalações da Delegacia Municipal, bem como da Cadeia Pública de Alta Floresta.

Leia mais...

 

Revista Judicare do Curso de Direito da FADAF recebe nota de conceito B5

Prof. Sidney da Silva Chaves – Departamento de Comunicação da FAF/FADAF.

A Revista Eletrônica Judicare do Curso de Direito da Faculdade de Direito de Alta Floresta recebeu o QUALIS B5, avaliação concedida pela CAPES (Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior). A função do QUALIS é exclusivamente para avaliar a produção científica dos programas de pós-graduação. O Qualis disponibiliza uma lista com a classificação de diversos periódicos científicos em estratos, sendo A1 atribuído como nível mais elevado e C como nível mais baixo. 

A revista do curso de Direito foi fundada em 2011, quando publicou sua primeira edição eletrônica. Publica artigos que tratam do direito, na sua complexidade, tanto sob o prisma da lei em sentido estrito, quanto da norma jurídica em aplicação e transformação, em prol de uma sociedade melhor, dentro daquilo que se busca como compromisso para com a cidadania e a formação acadêmica crítica.

O Editor da Revista, Roberto de Paula, Prof. Doutor em Direito pela Universidade Federal do Paraná – UFPR, que destaca a importância da Revista para a comunidades acadêmica e a sociedade de Alta Floresta e Região: “a conquista do Qualis B5 representa todo histórico de esforços do corpo docente e discente da Instituição que se empenha não só em reproduzir o Direito, mas em criar, questionar e tensionar o Direito. O espaço para publicação se estende não só aos acadêmicos, pesquisadores e profissionais do Direito, mas está aberto à interdisciplinariedade dialógica que contemple uma discussão com o Direito Constitucional, Agrário e Ambiental, que são os eixos temáticos da revista”.

A revista já publicou 10 volumes, sendo dois por ano, semestralmente e já está com edital aberto para a publicação do primeiro semestre de 2017, recebendo artigos que versem sobre Direito Ambiental, Direito Constitucional e Direito Agrário. Os trabalhos serão recebidos entre os dias 08 de fevereiro a 24 de abril de 2017 e serão avaliados por ordem de data de recebimento, site http://www.judicare.com.br/

 

FADAF: Mec renova o reconhecimento do Curso de Direito

Prof. Sidney da Silva Chaves – Departamento de Comunicação da FAF/FADAF.

O curso de Direto da Faculdade de Direito de Alta Floresta – FADAF teve seu reconhecimento renovado pelo Ministério da Educação e Cultura – MEC. A renovação foi publicada na Portaria N. 543 de 23 de setembro de 2016, na seção 1, do Diário Oficial da União ( DOU).  Em uma variação de nota máxima até 5,0 de conceito estabelecido pelo MEC, o Curso de Direito da FADAF obteve nota 4.0.

Para Ana Célia de Júlio, Coordenadora do Departamento do Curso, Mestre em Direito Civil/Negocial, a renovação  demonstra e ratifica a qualidade do Curso de Direto da FADAF, pois através da visita de uma Comissão de Avaliadores do MEC, são verificados vários requisitos do Curso, tais como o quadro docente, estrutura física, biblioteca, estágio curricular, entre outros.” Oferecer esta estrutura contribui e muito para a formação do aluno. A visita de uma Comissão do MEC, disse, a coordenadora, “é importante, pois o MEC verifica in loco o que estamos oferecendo para a população de nossa cidade e região.” 

Ana Célia destaca ainda que é um compromisso muito sério oferecer educação de qualidade e exige um comprometimento diário e vigilante de todos como direção, coordenação,  professores, funcionários e alunos. Nesse sentido, salienta que a missão é atingir nota máxima, que é 5.0. “Estamos sempre procurando melhorar mais”, frisou a Coordenadora.

Ana Célia de Júlio, coordenadora do Curso, parabeniza a todos pela conquista: corpo docente, discente e funcionários da FADAF e sociedade de Alta Floresta e Região. Lembra, ainda,  que as inscrições para o vestibular da Faculdade de Direito de Alta Floresta  estão abertas e vão a até o dia 8 de dezembro e o exame será no dia 11 de dezembro, num domingo, às 8 horas da manhã. 

A FADAF oferece além de um corpo docente qualificado e experiente, uma Biblioteca com mais de 22 mil livros, Laboratório de Informática, Núcleo de Práticas Jurídicas, salas climatizadas, salão de eventos, internet wirelles em todo o campus e  lanchonete universitária.

 

 

ABANDONO E MAUS TRATOS À ANIMAIS É CRIME!!!!

NA ULTIMA TERÇA, DIA 06 DE OUTUBRO TODA A CIDADE DE ALTA FLORESTA RECEBEU A TRISTE NOTÍCIA DE QUE UM CACHORRO HAVIA SIDO ENCONTRADO COM VIDA PRÓXIMO AO SETOR DAS ARARAS, NAS IMEDIAÇÕES DO CEMITÉRIO MUNICIPAL, VÍTIMA DE SER QUEIMADO VIVO. AS FERIDAS SÃO HORRÍVEIS, GRANDE PARTE DAS COSTAS DO ANIMAL EM CARNE VIVA. COMO DISSE O DR. ANDRÉ VETERINÁRIO, NINGUÉM CONSEQUE AVALIAR A DOR QUE ESSE ANIMAL SENTIU. AS FERIDAS ESTÃO TODAS NECROSADAS E O ANIMAL SOFRENDO MUITO. ALGUÉM, SE É QUE SE PODE CHAMAR DE PESSOA, AMARROU UM PANO EMBEBIDO EM GASOLINA OU OLEO DIESEL, BEM APERTADO EM SUA GARGANTA, E ATEOU FOGO. ACHARAM RESTOS DO PANO PENDURADO NO CACHORRO TODO QUEIMADO.

 

A SOCIEDADE E GRUPOS INFORMAIS DE APOIO AOS ANIMAIS DE ALTA FLORESTA ESTÃO A PROCURA DESSE MONSTRO OU MONSTROS QUE FIZERAM ESSA ATROCIDADE, PARA LEVÁ-LO OU LEVÁ-LOS ATÉ OS REPRESENTANTES DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO MATO GROSSO, JÁ CIENTES E AGUARDANDO PARA INVESTIGAÇÃO E PUNIÇÃO.  CASO VOCÊ VEJA OU SAIBA DE MAUS-TRATOS COMETIDOS CONTRA QUALQUER TIPO DE ANIMAL, NÃO PENSE DUAS VEZES; VÁ A DELEGACIA DE POLÍCIA MAIS PRÓXIMA PARA LAVRAR BOLETIM DE OCORRÊNCIA.

 

ABANDONO E MAUS TRATOS À ANIMAIS É CRIME TIPIFICADO NA LEI 9.605 DE 1998, A CHAMADA LEI DOS CRIMES AMBIENTAIS. ALÉM DISSO, O CÓDIGO PENAL, EM SEU ARTIGO 164 PREVÊ O CRIME DE ABANDONO DE ANIMAIS, PARA AQUELES QUE INTRODUZIREM OU DEIXAREM ANIMAIS EM PROPRIEDADE ALHEIA, SEM CONSENTIMENTO DE QUEM DE DIREITO. A PENA PREVISTA PELO ARTIGO 32 DA LEI DOS CRIMES AMBIENTAIS É DE DETENÇÃO DE 3 MESES A 1 ANO E MULTA; JÁ A PENA PREVISTA NO ARTIGO 164 DO CÓDIGO PENAL É DE DETENÇÃO, DE 15 (QUINZE) DIAS A 6 (SEIS) MESES, OU MULTA.

 

CASO VOCÊ SAIBA DE QUALQUER TIPO DE MAUS TRATOS OU ABANDONO A QUALQUER ANIMAL, DENUNCIE! LEVE O NÚMERO DA LEI (NO CASO A LEI 9.605/98) E DO ARTIGO 32 DO CÓDIGO PENAL, PARA FAZER VALER SEUS DIREITOS E PRINCIPALMENTE PODERMOS FAZER A NOSSA PARTE E MUDAR ESSA TERRÍVEL REALIDADE DE ATROCIDADES, MALDADES, FALTA DE RESPONSABILIDADE E BARBARIDADES COMETIDAS CONTRA ESTES QUE NÃO PEDEM PARA SEREM ADOTADOS, COMPRADOS, E SIM SE ESTÃO NAS RUAS, CERTAMENTE O FORAM ABANDONADOS!!!

 

TAMBÉM SE FAZ NECESSÁRIO LEMBRAR QUE UM CANIL OU CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES É OBRIGATÓRIO POR LEI! TEMOS O DIREITO DE LUTAR E TER A AJUDA DO PODER MUNICIPAL. EXISTEM MUITOS EXEMPLOS MARAVILHOSOS DE MUNICÍPIOS QUE, PENSANDO NA SAÚDE DE TODA A POPULAÇÃO E NOS DIREITOS DOS ANIMAIS, FAZEM UM EXCELENTE TRABALHO

 

DE CUIDADO E CASTRAÇÃO DOS QUE ESTÃO NAS RUAS, O QUE SERIA UM GRANDE COMEÇO! ALTA FLORESTA É UMA PRINCESA DO NORTE DO ESTADO DE MATO GROSSO, ESCOLHIDA POR NÓS PARA SERMOS FELIZES E VIVERMOS EM HARMONIA... PORTANTO TAMBÉM PRECISAMOS CUIDAR E GARANTIR QUE OS DIREITOS DOS ANIMAIS SEJAM RESPEITADOS! SE ALGUEM TIVER NOTÍCIA DE QUEM COMETEU ESSE GRAVE CRIME DE COLOCAR FOGO NO CACHORRO VIVO, ENTRE EM CONTATO CONOSCO ATRAVÉS DA CLÍNICA SÃO FRANCISCO.

 

 

 

 

 

Página 1 de 2